Cozinhe sem desperdício

Cozinhe sem desperdício

Sobre a dica

Reaproveitar está na moda. Os tempos pedem inventar novos usos, apostar no que já temos à mão, reciclar. E isso se aplica, e de maneira bem gostosa e divertida, também na cozinha. Dois ou três bifes que sobraram do almoço podem virar um delicioso picadinho com aquela última latinha de cerveja preta que tem na porta da geladeira.

picadinho-na-cerveja

Picadinho na cerveja

 

Já parou para pensar que o bolinho de mandioca ou o croquete de carne do seu bar preferido dá para fazer com o tantinho de carne moída que ficou na panela? É fácil de fazer também com batata ou mandioquinha (ou até uma mistura dos dois se a quantidade que tiver não for suficiente). Para dar liga, aposte na farinha de trigo ou de rosca. Se ainda não chegou no ponto ou ficou seco, coloque manteiga. Os recheios podem variar para pedacinhos de frango, calabresa ou carne de panela. Confira a receita de croquete de carne

croquete

Croquete

 

Outra opção de aperitivo é o bolinho de mandioca.

bolinho-de-mandioca-com-carne-moida

Bolinho de mandioca recheado com carne

 

Não há muitas regras, o grande exercício é saber bater os olhos no cotidiano da cozinha e brincar com a mistura de ingredientes. Até mesmo o bom e velho arroz e feijão vira o sempre bem-vindo mexidão, o clássico das comidas do tema ‘limpando a geladeira’. Prepare-o com um bom refogado, junte um omelete, legumes.

Com criatividade dá para surpreender e preparar receitas, digamos, com cara de final de semana. Saiba que se faz uma bela salada de rosbife com molho tailandês com um pedaço de carne mal passada do churrasco de domingo. Você pode finalizar o preparo com ingredientes simples como limão, molho de soja tipo shoyu e alface.

salada-rosbife

Salada de rosbife

Veja a receita do rosbife thai.

 

O mesmo conceito se aplica no caso do escondidinho que pode ser feito rapidamente com um pedacinho de carne seca, mais um tanto de abóbora e queijo. Para dar um tom diferente, sirva com couve crocante.

escondinho

Escondidinho

 

Outro prato que é símbolo de cozinha de mãe e de avó: o prato “Careca de Padre”. Talvez pelo nome não seja tão fácil reconhecer, mas ele é símbolo de comida caseira, pois nada mais é do que a carne moída com purê que vai ao forno para gratinar, como um escondidinho.

careca-do-padre

Careca do padre

Confira a receita do escondidinho “Careca do Padre”.

Aproveitar ao máximo inclui também apostar no freezer. Mas é preciso saber descongelar depois para aproveitar melhor o alimento: sempre que possível, faça isso tirando a vasilha ou a embalagem do freezer e levando para descongelar no o refrigerador. Evite descongelar em temperatura ambiente e use o micro-ondas só em caso de urgência.