O cupim em três atos

Conhecido pelo teor de gordura alto e pelo seu sabor, o cupim aqui ganha três versões refinadas e versáteis

O cupim em três atos

Sobre a dica

“É o primeiro que vai para a churrasqueira e o último que sai”. Provavelmente, você já ouviu frases do tipo quando o assunto é o cupim. Pois bem, é um clichê sim, mas pode ser revisto.  A Academia da Carne Friboi mostra três receitas com o corte que comprovam o contrário desse senso comum. Além do quesito “tempo”, elas mostram que ele não combina só com churrasqueira. Ele é amigo sim do fogão e vai bem em receitas de forno e de panela.

O resultado dessa brincadeira foi dos bons e muito revelador: a versão assada, feita com um bife de cerca de 1 cm de altura e 30 cm de comprimento, teve como surpresa o recheio de palmito pupunha com ervas. Já o que foi na pressão, uma peça de cerca de 1 kg, teve a companhia de cogumelos frescos e pode ainda ganhar um acompanhamento delícia: creme de mandioca.

Para quem prefere a clássica brasa, ele foi assado em forma bifinhos de 20 cm que foram para o espeto com batata bolinha, cebola échalote e alecrim. Estamos acostumados com a imagem da peça da churrascaria de rodízio, enormes. A grande sabedoria nesses preparos é entender os tipos de cozimento de churrasqueira, forno e panela e saber adequar as porções a cada um. Desse modo, você não precisa ficar esperando horas pela carne. E também serve para quem gosta de cupim, mas quer preparar em casa e em porções menores.

 

cupim-recheado-com-palmito
Veja a receita do cupim recheado com palmito pupunha.

 

cupim-recheado-de-cogumelo-portobello-com-creme-de-mandioca
Veja a receita do cupim recheado com cogumelo Portobello com creme de mandioca.

 


Veja a receita do cupim assado com crosta de gergelim